Carrera de Pedagogía a Distancia : obstáculos en la proposición de la carrera como formación inicial

Panicacci Bahia, Norinês y Geraes Duran, Marília Claret . (2011) Carrera de Pedagogía a Distancia : obstáculos en la proposición de la carrera como formación inicial. RIED : revista iberoamericana de educación a distancia, (14, n.2), 2011, p. 121-148. ISSN: 1138-2783

Ficheros (Some files may be inaccessible until you login with your e-spacio credentials)
Nombre Descripción Tipo MIME Size
Documento.pdf Pdf del documento application/pdf

Título Carrera de Pedagogía a Distancia : obstáculos en la proposición de la carrera como formación inicial
Autor(es) Panicacci Bahia, Norinês
Geraes Duran, Marília Claret
Materia(s) Educación
Resumen Este texto apresenta os resultados de uma pesquisa que realizou um estudo de caso, numa abordagem longitudinal, considerando as turmas de um curso de pedagogia na modalidade a distância, de uma instituição de ensino superior particular, do município de São Bernardo do Campo, estado de São Paulo, que teve por objetivo traçar o perfil dos alunos e analisar as opiniões e percepções destes sobre o próprio curso. Este texto aprofunda as reflexões acerca dos avanços e retrocessos nas discussões sobre a legitimidade de cursos de formação inicial de professores nesta modalidade, que tem suscitado sentimentos percebidos pelos alunos como de discriminação, além da insegurança sobre a validade do curso que frequentam. Para a coleta de dados, foram encaminhados 325 questionários para os 27 polos do curso, localizados em diversas cidades do estado de São Paulo e estados do Brasil considerando uma amostra de alunos dos seis períodos do curso. Obtivemos o retorno de 238 questionários respondidos por alunos que espontaneamente decidiram colaborar com a pesquisa. O questionário encaminhado possui questões para a coleta de dados sobre o perfil e para informações sobre as opiniões e percepções dos alunos sobre o próprio curso. A partir dos dados coletados e das análises realizadas podemos afirmar que a maioria dos alunos pertence a uma faixa etária mais velha (25-30 anos), é casada, possui uma renda familiar baixa, os pais têm escolaridade mínima, possui computador conectado à internet e trabalha na área da educação - e esse dado pode significar a busca pelo curso de pedagogia como formação continuada. De um modo geral, expressam a satisfação com o curso na modalidade a distância,mas evidenciam sentimentos negativos, de não aceitação e de preconceito, que são percebidos na relação com familiares e amigos, e isso parece denotar que a modalidade seja considerada de menor prestígio.
Palabras clave curso de pedagogia a distância
formação inicial
perfil dos alunos
discriminação
distance learning pedagogy course
undergraduate courses
students’ profile
discrimination
Editor(es) Universidad Nacional de Educación a Distancia
Fecha 2011-12-01
Formato application/pdf
Cobertura 121
Identificador http://e-spacio.uned.es/fez/view/bibliuned:revistaRied-2011-14-2-5060
bibliuned:revistaRied-2011-14-2-5060
DOI - identifier 10.5944/ried.2.14.792
Publicado en la Revista RIED : revista iberoamericana de educación a distancia, (14, n.2), 2011, p. 121-148. ISSN: 1138-2783
Idioma por
Versión de la publicación publishedVersion
Tipo de recurso Article
Derechos de acceso y licencia http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0
info:eu-repo/semantics/openAccess
Tipo de acceso Acceso abierto

 
Versiones
Versión Tipo de filtro
Contador de citas: Google Scholar Search Google Scholar
Estadísticas de acceso: 240 Visitas, 110 Descargas  -  Estadísticas en detalle
Creado: Wed, 01 Feb 2012, 11:21:41 CET