A hermenêutica como sabedoria prática : entre Gadamer e Ricoeur

Portocarrero, Luísa . (2008) A hermenêutica como sabedoria prática : entre Gadamer e Ricoeur. Investigaciones fenomenológicas : anuario de la Sociedad Española de Fenomenología (6), 2008, p.267-282. ISSN: 1137-2400

Ficheros (Some files may be inaccessible until you login with your e-spacio credentials)
Nombre Descripción Tipo MIME Size
Documento.pdf Pdf del documento application/pdf

Título A hermenêutica como sabedoria prática : entre Gadamer e Ricoeur
Autor(es) Portocarrero, Luísa
Materia(s) Filosofía
Resumen A presente comunicação procura pensar a ideia de hermenêutica como filosofia prática, a partir das semelhanças que Gadamer estabelece entre a racionalidade hermenêutica e a fronesis aristotélica. A ideia chave é esta: o núcleo fundamental da razão hermenêutica é a unidade de compreensão, interpretação e aplicação; a aplicação é o cerne da racionalidade hermenêutica, que sempre foi suscitada por casos de tensão entre situações singulares de vida e textos ou leis com sentido universal, que melhor permitem entendê-las. Neste sentido, a tarefa hermenêutica é semelhante à da ética aristotélica: medir uma situação concreta à luz das exigências éticas mais gerais. Tal é de facto a condição da praxis ética e política do ser humano, aquela que hoje é absolutamente necessário pensar face à inflação contemporânea de uma praxis guiada por mecanismos automáticos de índole técnica. Quer isto dizer que é necessário hoje clarificar absolutamente o que distingue a praxis conduzida pela technê da praxis ética e política como condição da liberdade humana. Segundo Gadamer, esta tem uma natureza hermenêutica que urge clarificar, pois, ela parte sempre de regras, tradições, leis que são recriadas em acto na situação hermenêutica da sua aplicação. Aplicação hermenêutica e froairesis têm uma estrutura semelhante que é necessário perceber pois também a praxis técnica é uma forma de aplicação, embora de natureza bem diferente. P. Ricoeur sabe também que a praxis concreta do ser humano nada tem de semelhante à praxis técnica, a produção e que pensá-la exige a mediação de uma simbólica e de uma mítica concreta.
Editor(es) Universidad Nacional de Educacion a Distancia (España). Facultad de Filosofía ; Sociedad Española de Fenomenología
Fecha 2008-01-01
Formato application/pdf
Cobertura 267
Identificador bibliuned:InvFen-2008-6-5130
http://e-spacio.uned.es/fez/view/bibliuned:InvFen-2008-6-5130
DOI - identifier 10.5944/rif.6.2008.5513
Publicado en la Revista Investigaciones fenomenológicas : anuario de la Sociedad Española de Fenomenología (6), 2008, p.267-282. ISSN: 1137-2400
Idioma por
Versión de la publicación publishedVersion
Tipo de recurso Article
Derechos de acceso y licencia http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0
info:eu-repo/semantics/openAccess
Tipo de acceso Acceso abierto

 
Versiones
Versión Tipo de filtro
Contador de citas: Google Scholar Search Google Scholar
Estadísticas de acceso: 154 Visitas, 139 Descargas  -  Estadísticas en detalle
Creado: Fri, 13 May 2011, 13:11:34 CET